Introspecção de uma Poeta.

O que poderia eu dizer que já não disse,

O que poderia eu amar que já não amei,

Que meu corpo, meu coração não sentisse?!…

São tantas as lágrimas que derramei…

E o que poderia eu viver

Sem ter vivido,

E sentir sem nunca ter sentido,

Se tantos olhos eu nunca vi

Se tantas bocas nunca beijei…

E quantas estradas da vida

Avistei

Mas nunca atravessei.

Tantas águas bebi

E tantas outras só derramei…

O que poderiam ler os que me lêem?

Sua história, a deles, talvez a minha.

Sofrer minhas dores,

Morrer meus amores,

Ser eu,

Tão rodeada e tão sozinha!

Anúncios

Satisfatório! Muito obrigada.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s