Canção de Outono V

Ferem-me os ais

Dos outonais

Violinos

O coração

Com a inação

Dos seus trinos

E quando dá

A hora já

Rememoro,

A sufocar,

Dias sem par

Então, choro

E vou-me assim

No ar que, ruim,

Me transporta

Pra lá, pra cá

Tal e qual a

Folha morta

Paul Verlaine

Anúncios

Satisfatório! Muito obrigada.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s