Poemas de Viagem.

1230002_429792767139959_1642700033_nI

Entre as montanhas e o rio,
ó vastidão!
passam abraçadas,
meninas vermelhas de frio,
que contam segredos,
tecem esperanças,
guardam flores no coração…

As meninas enamoradas,
cheias de lágrimas e gargalhadas…
São delas as musicas e danças,
e as insônias da paixão,
e as luzes das festas,
e os laços das tranças,
delas tambem são,
antes das portas do mundo vazio
aonde chegarão.

Deixai-as agora,
lindas, abraçadas,
irem como vão,
entre as montanhas e o rio,
vermelhas de frio,
cheias de lágrimas e gargalhadas…
Ó vastidão!

II

Passam as meninas, ainda felizes,
e a tarde é uma sala aberta,
com teto de nuvens, cortinas de vento,
chão de flor e rio, portas de floresta…

E as meninas giram todas cintilantes,
com laços e rendas crespos de conversas,
e o sol já se esconde, e a noite já chega,
e as meninas seguem mais longe,
dispersas em musica, em sonho,
no tempo, na vida
em que enormes lutos ?
em que enormes festas?

Os cães nas fronteiras da mitología
levantam presságios com voz grave e certa…
As meninas seguem, sozinhas, felizes,
sem medo da noite profunda que as cerca…

Poemas de Viagem-CeciliaMeireles

Anúncios