Todos os Rostos do Amor – Charles Aznavour.

“Tous Les Visages De L’amour” (tradução) Ringtone to your Cell

Tu… por teus mil e um atrativos
Jamais saberei quem tu és…
Tu mudas frequente de rosto e de aspecto…

Tu… quaisquer que sejam tua idade e teu nome
Ora és um anjo… ora um demônio
Quando para mim tomas volta a volta
Todos os rostos do amor…

Tu… se deus não te houvesse modelado
Ele me faria a necessidade de criar-te
Para dar à minha vida razão de existir…

Tu… que és o meu prazer e o meu tormento
Tanto és mulher… tanto és criança…
Ofereces-me ao coração em cada dia
Todos os rostos do amor…

Eu… eu sou o fogo que se inflama ou que morre
Eu sou o vento que ruge ou que chora
Eu sou a força ou a fraqueza…

Eu… eu poderei desafiar o céu e o inferno
Eu poderei superar a terra e o mar
E reinventar a juventude…

Tu… vem fazer de mim o que quiseres
Um homem feliz ou infeliz…
Uma palavra tua e serei pó ou serei deus…

Tu… sê minha esperança… sê meu destino
Eu tenho medo dos meus amanhãs…
Mostra à minha alma sem socorro
Todos os rostos do amor…

Tu…
Todos os rostos do amor……