Cirurgia de Lipoaspiração – Rosana Hermann.

Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei,
Nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas,
Mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?
Uma coisa é saúde outra é obsessão.
O mundo pirou, enlouqueceu.
Hoje, Deus é a auto-imagem.
Religião é dieta.
Fé, só na estética.
Ritual é malhação.
Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo,sentimento é bobagem.
Gordura é pecado mortal.
Ruga é contravenção.
Roubar pode, envelhecer não.
Estria é caso de polícia.
Celulite é falta de educação.
Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso.
A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?
A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz,não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem.
Imagem, estética, medidas, beleza. Nada mais importa.
Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.
Não importa o outro, o coletivo.
Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política.
Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada.
Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar correr, viver muito, ter uma aparência legal mas…
Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados aos vinte anos não é natural.
Não é, não pode ser.
Que as pessoas discutam o assunto.
Que alguém acorde.
Que o mundo mude.
Que eu me acalme.
Que o amor sobreviva.
” Cuide bem do seu amor, seja ele quem for ”

OB: Existe uma certa polemica sobre a verdadeira autoria deste texto.
Bem, confirmadamente, quem escreveu foi a jornalista, redatora, apresentadora Rosana Hermann, mas creio que a confusão nasceu porque a autora finaliza o texto com a citação, “cuide bem do seu amor,seja ele quem for”,que (parece-me)é da musica de autoria de Herbert viana.
Eis aí o motivo da dúvida. Bom seria dar uma espiada no youtube, pra conhecer o talento e hilaridade de Rosana Hermann.
(Izadora)